Sociedade

Lagoa: Simulacro de incêndio em creche

No âmbito da implementação do Plano de Segurança e respetivas medidas de autoproteção, teve lugar no passado dia 23 de abril, um exercício de simulacro na ADR-CCS Quinta de São Pedro, no concelho de Lagoa, onde funciona um equipamento social de Creche e Pré-Escolar (Escolinha D’ADR), com cerca de 100 crianças.
POR ALGARVE EXPRESS
Tamanho da Letra: A-A+

Integrado no Plano de Segurança desta unidade, o simulacro foi o resultado de meses de preparação e implementação dos Procedimentos em Caso de Emergência, o qual contou com o apoio de Carlos Viegas, da empresa BeSafe, especializada na área da segurança contra incêndio em edifícios.

Como observadora do exercício, participou uma equipa composta pelo Adjunto do Comandante dos Bombeiros Voluntários de Lagoa, Nuno Barros, e pelo Furriel Mota Semedo, do Posto Territorial de Lagoa da Guarda Nacional Republicana.

Neste exercício foi simulado um foco de incêndio na zona da cozinha, local de maior probabilidade de risco de incêndio. O incêndio foi combatido com recurso a extintores portáteis e manta ignífuga. Contudo, no programa de simulação, entendeu-se não se extinguir por completo o incêndio, no curto espaço de tempo pretendido, tendo sido ordenada a evacuação dos utentes para o ponto de encontro assinalado no exterior do edifício.

A evacuação decorreu em dois minutos e quarenta segundos, de forma ordeira, sem incidentes e respeitando as boas práticas que se exigem nestas situações.

No final, realizou-se uma reunião com os intervenientes para avaliar e discutir o resultado do exercício, tendo sido ainda discutidos procedimentos que podem ser aperfeiçoados, sempre numa perspetiva de melhoria contínua.

Este foi o segundo simulacro realizado pela ADR o que, para além de constituir um requisito legal, representa sobretudo o compromisso da Instituição com a segurança e bem-estar das crianças e dos colaboradores, sendo o principal objetivo incutir em todos os agentes, incluindo nas crianças, uma cultura de segurança e prevenção de situações de risco.

A atitude preventiva e colaborante de todos os participantes, a preocupação demonstrada para com o bem-estar dos utentes, o empenho, a formação e a constante preocupação por parte de todos os colaboradores da Instituição foram o fator-chave para o sucesso deste exercício, evoca Álvaro Matos, Presidente da Direcção que agradeceu a todos os colaboradores, funcionários e órgãos dirigentes “pelo excelente trabalho de sensibilização e consciencialização desenvolvidos ao longo do tempo, pois só assim é possível alcançar os resultados obtidos.”

Etiquetas:

Comentar

Todos os direitos reservados.

Diário Online Algarve Express©2013

Director: António Guedes de Oliveira

Design & Desenvolvimento por: Webgami