Cultura

Rui Sinel de Cortes no Teatro das Figuras em Fevereiro

Rui Sinel de Cordes, o Cavaleiro Negro do humor em Portugal, depois de esgotar todas as sessões de “Isto Era Para Ser Com o Sassetti” em Lisboa e Porto, dá mais um passo em frente.
POR ALGARVE EXPRESS
Tamanho da Letra: A-A+

Je Suis Cordes é mais um espectáculo de stand-up comedy – o quarto solo do humorista desde 2012 – que foi apresentado no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, e de forma absolutamente inédita e arrojada no Coliseu dos Recreios de Lisboa, ambos lotados, terá lugar agora no Teatro das Figuras em Faro pelas 22H de dia 6 de Fevereiro, com bilhetes a custarem 12 euros.Rui Sinel de Cordes, o Cavaleiro Negro do humor em Portugal, depois de esgotar todas as sessões de “Isto Era Para Ser Com o Sassetti” em Lisboa e Porto, dá mais um passo em frente. Os bilhetes estão disponíveis no local, por reserva através do número 289 888 110, durante a semana (terça a sábado) das 13h às 19:30h e na BilheteiraOnline.

No mesmo ano em que irá lançar o seu segundo livro, e com o seu sexto projeto com a SIC Radical, “Very Typical”, em exibição, Rui Sinel de Cordes cria este espectáculo que marca o regresso ao estilo de stand-up comedy puro a que nos habituou em “Black Label” e “Punchliner”, pelo que o público pode contar com estórias engraçadas, one-liners, pensament… oh, quem é que estamos a tentar enganar?

Será mais uma noite épica de rock ‘n’ roll em forma de comédia, sem regras nem pedidos de desculpas e carregado de gin tónico e verdades incómodas.

Mas acima de tudo, gin tónico.

Je suis Cordes – Sinopse

Depois de esgotar todas as sessões de Isto Era Para Ser Com o Sassetti em Lisboa e Porto, Rui Sinel de Cordes dá mais um passo em frente. JE SUIS CORDES é mais um espectáculo de stand-up comedy – o quarto solo do humorista desde 2012.

Este espectáculo marca o regresso ao estilo de stand-up comedy puro a que Rui Sinel de Cordes nos habituou em Black Label e Punchliner, pelo que o público pode contar com estórias engraçadas, one-liners, pensament… oh, quem é que estamos a tentar enganar? Será mais uma noite épica de rock’n'roll em forma de comédia, sem regras nem pedidos de desculpas e carregado de Gin tónico e verdades incómodas. Mas acima de tudo, Gin tónico.

Je suis CordesSobre Rui Sinel de Cordes

Rui Sinel de Cordes nasceu em Lisboa, a 13 de Fevereiro de 1980. Vem de uma família tradicional portuguesa: os pais são divorciados. Na escola, nunca chumbou um ano e os professores
adoravam-no – valeu a pena ter fingido ser autista até aos 16. No entanto, sempre teve muitas dificuldades a Matemática, Ciências e Religião e Moral. Viveu durante muitos anos na Amadora. Hoje mora numa zona onde ser branco, não chega para ter status. É ateu e monárquico. Para os leigos, quer dizer que não acredita nem em Deus, nem no Sócrates.

Antes de se dedicar ao humor, trabalhou com crianças com idades dos 8 aos 15 anos e gaba-se de nunca ter levado nenhuma à casa de Elvas. Quando pensa que a sua vida está a entrar nos eixos, surge a stand-up comedy. Aprendeu aquela técnica de imaginar o público nu à sua frente para se sentir mais calmo, mas da primeira vez que actua está tão bêbado que não é capaz de ver ninguém.

Com o passar dos anos, conseguiu então ver duas coisas: o público e um estilo de humor que não predomina em Portugal – O humor negro. Servindo-sedele como tela e usando o microfone como pincel, Rui Sinel de Cordes cria diariamente diversas tonalidades. Por vezes irónico e corrosivo, outras, apenas cínico e ofensivo.

Relativamente a coisas que não interessam tanto, é licenciado em Ciências da Comunicação, foi fundadordo site EscritaCriativa.com; do grupo de humoristas Alcómicos Anónimos; e de um bar de alterne em Sacavém, que nunca pegou.

Para além dos quatro solos de stand-up comedy, correu todo o país e meia Europa com as séries “Gente da Minha Terra”, na SIC Radical. O seu novo programa estreou em Outubro, “Very Typical”, também na SIC Radical e liderado as audiências.

Em 2016 editará um novo livro, em fevereiro, e continuará as colaborações com a Playboy, o GIN NAO e a PS4, de cujas marcas é embaixador.

Etiquetas: ,

Comentar

Todos os direitos reservados.

Diário Online Algarve Express©2013

Director: António Guedes de Oliveira

Design & Desenvolvimento por: Webgami